Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



RABINHO ASSADO

por Crónicas da Maternidade, em 19.10.14

Quando voltei ao trabalho depois da C. nascer, entrei numa sala de reuniões com outros directores onde pensei que se ia tratar da fusão da minha empresa, aquela por que esperei 12 meses (sim, pior que esta fusão só uma gravidez de elefante!).

Desde que fui mãe que ouvi várias vezes, no contexto de trabalho, “foste mãe, e isso muda uma mulher, tens a certeza que ainda és capaz?”, como se os 9 meses de gravidez pudessem ser confundidos com o ter comido uma grande feijoada ao almoço. Todos os dias. Durante 9 meses. Na altura fiquei possessa. Como se atreviam a confundir-me com uma gaja cheia de hormonas?!

Mais tarde percebi que era verdade: a maternidade muda-nos! E ainda bem, meus senhores. Se não ainda tinham o rabinho assado de todas as fraldas que a vossa mãe não vos teria mudado. Agora vou ali comer uma feijoada e venho já.

publicado às 09:29



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog



Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D